Ouça agora na Rádio

foto-locutor

Buscando...

Buscando...

Locais/Regionais

Compartilhe agora

Suspeitos de participar de roubos em fazendas no Interior de São Paulo são presos em MG

Postado em 30 de agosto de 2021 por

Feature image

*Fonte imagem : Policia*


Eles foram apontados pelas investigações da PC e PM como integrantes de quadrilha que efetuou pelo menos cinco furtos e roubos de máquinas agrícolas

A Operação Rapina, trabalho conjunto da Polícia Civil (PC) de Barretos com as polícias Civil e Militar de Uberaba, prendeu, no início da manhã desta segunda-feira (30/8), na cidade mineira, cinco suspeitos de integrar uma quadrilha que furtou e roubo cerca de R$ 2 milhões em máquinas agrícolas, entre outros veículos, de fazendas de cidades do interior de São Paulo.

Segundo informações das investigações da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Barretos e setores de Inteligência da 5ª Região da Polícia Militar (RPM) e Delegacia Regional de PC, de Uberaba, foi possível confirmar o envolvimento dos cinco presos em pelo menos cinco roubos ou furtos de máquinas agrícolas, que aconteceram, recentemente, na zona rural do interior paulista, sendo um em Barretos, dois em Olímpia, um em Vista Alegre do Alto e um em Jaborandi. 

Além disso, a Operação Rapina cumpriu 15 mandados de busca e apreensão: 13 em Uberaba e dois em Frutal, cidade onde está sendo investigado um suspeito de fazer parte da quadrilha, mas que não foi preso. Uma pistola, com 10 munições intactas, e um revólver, com 11 munições, também intactas, foram apreendidos, além de dois veículos que teriam sido usados nas ações criminosas.

nvestigações se iniciaram há cerca de dois meses

 As investigações se iniciaram do dia 24 de junho deste ano, quando pelos menos oito indivíduos invadiram uma fazenda na zona rural de Barretos, onde renderam os moradores e roubaram três tratores e dois veículos. 

Com relação aos suspeitos de praticar este crime, segundo informações da assessoria de imprensa da 5ª RPM, a investigação identificou que sete deles residem em Uberaba (cinco deles presos) e um em Frutal (investigado). Todos eles também teriam participado dos roubos e furtos nas fazendas de cidades do interior paulista, já citadas. Ainda segundo informações das investigações, alguns dias antes da operação desta segunda-feira, trabalho conjunto entre a PC de Barretos e 5ª RPM prendeu em flagrante um dos suspeitos de fazer parte da organização criminosa, em Pirajuba. Ele foi abordado conduzindo um caminhão que transportava um trator que havia sido roubado em Jaborandi (SP). 

Modus operandi

 Conforme o que foi apurado nas investigações da Operação Rapina, antes de praticar os crimes, a quadrilha realizava prévio levantamento de fazendas alvos, onde, no período noturno, invadiam os locais e furtavam as máquinas agrícolas. Caso encontrassem moradores, os rendiam com emprego de armas de fogo, restringindo sua liberdade e roubavam as máquinas, carregando-as em caminhões.

Além disso, para evitar que fossem presos em flagrante, os suspeitos, com auxílio de empresas de fachada, emitiam notas fiscais verdadeiras para legitimarem o transporte das máquinas até os receptadores. 

Na manhã desta segunda-feira (30/8), o policial civil Rafael Faria Domingos, responsável pela DIG de Barretos, o capitão da 5º RPM, Alaor Gomes e o delegado regional da PC de Uberaba. Rodolfo Rosa Domingos, concederam coletiva à imprensa.

Domingos informou que os cincos presos na Operação Rapina vão responder pelas práticas de furto, roubo, com emprego de arma de fogo e restrição de liberdades de vítimas e também por envolvimento em organização criminosa. “Foi possível identificar que estes indivíduos estavam organizados de forma estrutural e com divisão de tarefas. 

Haviam aqueles que se deslocavam até o local do crime e rendiam as vítimas, os indivíduos que transportavam os tratores roubados até outros estados e aquele que se encarrega de emitir notas fiscais para enganar a fiscalização policial”, explicou o policial civil de Barretos que complementa que será pedido na Justiça de Barretos que os cinco presos, inicialmente, por 30 dias, continuam respondendo os crimes dentro da penitenciária. 

Segundo o delegado regional de Frutal, Rodolfo Rosa Domingos, está sendo investigado neste momento se a quadrilha a qual teve os cinco suspeitos presos nesta segunda também tem envolvimento em crimes rurais que aconteceram, recentemente, em Uberaba e região.

Fonte: Estado de Minas

Deixe um comentário

Ao enviar um comentário você concorda com nossas politicias de comentários, saiba no link ao lado. política de comentários